Arautos do Evangelho - Associação Internacional de Direito Pontifício - Node
Acesse sua conta Login
Faça parte Cadastrese!
Arautos do Evangelho
Arautos Podcast contato Contato Rezem por mim
  Vela de Santa Rita de Cássia
A docilidade ao Espírito Santo ensinada por pagãos
À dureza de coração da maioria do povo eleito, rejeitando o nascimento do Messias, opõe-se o exemplo de docilidade ao chamado de Deus, manifestado por reis pagãos de longínquas nações.
“Alegrai-vos”, mas... como?
No dia em que a Liturgia católica oferece ao fiel uma pausa jubilosa em meio à penitência do período de Advento, o Precursor nos indica o "que devemos fazer" para encontrar a verdadeira alegria, tão ansiada por toda criatura.
A inocência, a eterna lei...
Depois de restituir ao matrimônio a sua original pureza, o Divino Mestre ensina que a inocência deve reger o ser humano em qualquer estado de vida.
Uma surdez pior que a surdez
O milagre da cura do surdo-mudo nos alerta contra a perigosa perspectiva de uma surdez muito pior que a física: o fechamento de nossas almas à voz de Deus...
Onde está o meu coração?
Face à hipocrisia farisaica, o Divino Mestre demonstra que o homem não se define pelas exterioridades, mas sim pelas intenções do coração.
Os Doze Apóstolos: Apóstolos de todos os tempos
A mais alta vocação que os séculos conheceram foi a concedida por Nosso Senhor aos Doze Apóstolos: levar as primeiras sementes do Evangelho até os confins da Terra. A Santa Igreja continua esta nobre missão e uma parte dela cabe a todos os batizados.
Quando retornará Elias?
Presente na Transfiguração de Jesus Cristo, reatador da aliança de Deus com o povo hebreu, adversário e destruidor do culto pagão de Baal, primeiro devoto de Nossa Senhora, o profeta Elias foi arrebatado vivo num carro de fogo...
A justa medida do fervor eucarístico
Considerar a magnitude da generosidade divina manifestada na Eucaristia ajuda a medir qual deve ser nosso ardor por este inigualável Sacramento.
Subiremos ao Céu em virtude da Ascensão!
A Ascensão de Jesus nos dá a certeza de que teremos o mesmo destino se seguirmos o mandato que Ele nos deu neste dia.
Os Apóstolos ou as Santas Mulheres?
A diversidade de comportamento entre os seguidores do Divino Mestre no dia da Ressurreição indica-nos como agradar a Deus, apesar de sermos imperfeitos.
“Escutai o que Ele diz!”
Os Apóstolos, endurecidos por uma falsa concepção a respeito da missão de Jesus, não deram ouvidos à sua voz. Sejamos vigilantes para que jamais nos aconteça o mesmo.
Jesus, fonte da temperança
A dor, este mal inevitável que acompanha todo homem, só encontra remédio na ação sumamente temperante do Divino Mestre.
Não se deve dar tempo ao tempo, mas sim à eternidade
O chamado à conversão e o anúncio do Reino nos colocam na perspectiva de um "tempo abreviado" que deve ser vivido em função da eternidade.
O pórtico de entrada do Salvador: Maria e sua virgindade
Por seu extraordinário amor à virgindade, Maria Santíssima mereceu ser a Mãe de Deus, mostrando para os séculos futuros quanto esta virtude é fecunda e confere força e coragem, a ponto de plasmar heróis.
Purgatório! Como evitá-lo?
A comemoração dos Fiéis Defuntos é uma ocasião feliz que a Igreja nos proporciona para aliviarmos os que padecem no Purgatório. Mas ela também traz consigo um ensinamento para nosso proveito espiritual...
A grave responsabilidade dos que cuidam da vinha do Senhor
Do mesmo modo que outrora ao povo eleito, Deus nos trata como uma vinha escolhida para mais facilmente alcançarmos a bem-aventurança eterna. Que frutos daremos ao seu Dono?
A Cruz, centro e ápice da História
Para compreender a arquitetonia do magnífico plano divino da criação, devemos ver a Redenção operada na Cruz como o centro da História, em torno do qual tudo se conjuga para a glória de Deus, até mesmo o pecado.
A fé de Pedro, fundamento do Papado
Num ardoroso ímpeto de fé, São Pedro adianta-se aos outros Apóstolos e proclama que Cristo é o Filho de Deus. Como recompensa a este ato de fidelidade, Jesus o constitui a pedra sobre a qual edificará sua Igreja.
A alegria dos humildes
Como gozar da paz e da alegria nesta Terra, tanto quanto possível, e possuí-las plenamente na eternidade? Entremos na escola de Jesus!
A Santíssima Trindade nos chama a participar de sua vida
Deus manifesta seu inesgotável amor pelos homens abrindo-lhes as portas do convívio trinitário por meio da obra redentora de seu Filho.
Página 1 de 8 54321
  ORAÇÕES